Gravidez e parto

3 minutos de leitura

O que é uma consulta de Saúde Materna?

É uma consulta de acompanhamento da gravidez e de preparação para o parto e para a parentalidade.

São realizados exames clínicos e laboratoriais regulares, que permitem avaliar o estado de saúde da mãe e do bebé, ao longo da gravidez. É também facultada informação sobre cuidados alimentares seguros e apropriados na gravidez, de preparação para o aleitamento materno, de atividade física, de saúde oral, sexualidade durante a gravidez, desconfortos e sinais de alerta e segurança rodoviária.

A primeira consulta deve ser feita no seu centro de saúde, logo que pense estar grávida. Uma vez realizada a primeira consulta, deve seguir as indicações quanto às consultas seguintes. Ser-lhe-á fornecido o Boletim de Saúde da Grávida, para registo da informação sobre a sua gravidez, que deve trazer sempre consigo. Este boletim pode também ser fornecido pelos hospitais e consultórios privados.

Existem ainda consultas para acompanhar grávidas de risco nos serviços de obstetrícia dos hospitais e/ou maternidades.

O que é necessário para ter o parto num hospital do Serviço Nacional de Saúde?

Basta dirigir-se ao hospital ou à maternidade, ambos do Serviço Nacional de Saúde (SNS), onde tiver escolhido realizar o parto. Deverá, no entanto, fazer o acompanhamento no período de gravidez, no centro de saúde.

Quando devo dirigir-me à maternidade ou ao hospital?

Deve deslocar-se à maternidade ou ao hospital logo que tenha sinais de início de trabalho de parto, com contrações frequentes e regulares, ou quando houver qualquer perda de líquido abundante ou corrimento sanguíneo, por via vaginal.

O que devo levar comigo no momento do parto?

Dirija-se à maternidade ou hospital com:

  • documento de identificação
  • número de utente do SNS
  • Boletim de Saúde da Grávida
  • roupa para si e para o bebé
  • objetos de higiene pessoal

Tenho direito ao transporte para a maternidade?

A grávida tem direito ao transporte gratuito de ambulância para o hospital ou maternidade quando apareçam sinais de início de trabalho de parto.

A grávida pode ser acompanhada durante o parto?

A grávida tem direito ao acompanhamento por qualquer pessoa por si escolhida, em todas as fases do trabalho de parto, incluindo numa cesariana.

O direito de acompanhamento pode ser exercido de dia ou de noite, sem o pagamento de qualquer taxa. Excecionalmente, este acompanhamento pode não ser possível, nos casos em que a situação clínica da grávida o desaconselhe, ou sempre que as instalações ou funcionamento dos serviços impeçam o direito à privacidade das outras parturientes.

As consultas de vigilância da gravidez e o internamento para o parto são gratuitos?

Sim. O parto hospitalar, bem como qualquer internamento por motivo de gravidez, num hospital ou maternidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS), é gratuito. São também gratuitas todas as consultas e exames médicos efetuados durante a gravidez e nos 60 dias após o parto.

Legislação

Despacho que estabelece as medidas e procedimentos necessários para que o pai, ou outra pessoa significativa, possa estar presente num bloco operatório para assistir ao nascimento de uma criança por cesariana.

 

Fonte: ARS Norte (adaptado)

Ver temas relacionados