Ir para o conteúdo
Logótipo do Serviço Nacional de Saúde 24
|
Estrófulo

O que é o estrófulo?

O estrófulo é um tipo de reação alérgica (de hipersensibilidade) desencadeada pela picada de insetos – mosquitos, percevejos, pulgas e ácaros, entre outros.

O estrófulo pode também ser chamado de prurigo estrófulo ou urticária papular.

Qual é a gravidade do estrófulo?

De um modo geral, o estrófulo é uma situação benigna e autolimitada, que pode ocorrer por crises sazonais durante vários anos. Trata-se de uma doença sem gravidade que se localiza só na pele e não é contagiosa.

Com a idade, os episódios tendem a ser menos frequentes e mais ligeiros.

Quem é mais atingido por esta manifestação alérgica?

O estrófulo pode afetar qualquer pessoa em qualquer idade, mas é mais frequente em crianças entre os 2 e os 10 anos ou em pessoas com atopia, ou seja, com antecedentes de rinite alérgica, asma ou eczema atópico.

Quais são os sintomas mais frequentes?

As manifestações clínicas podem surgir em qualquer sítio do corpo, mas habitualmente mais nas regiões expostas da pele – antebraços, cintura e pernas, e habitualmente poupando a face, região genital e axilar.

Os sinais e sintomas são:

  • borbulhas vermelhas, por vezes dolorosas
  • erupções na pele, que consistem em pápulas ou “babas”, algumas com pequena bolha no centro
  • comichão, que pode produzir pequenas feridas e crostas ao coçar

Como posso aliviar os sintomas?

As medidas recomendadas para o alívio de sintomas na pele são:

  • toma de banho com água morna
  • aplicação de pachos de água fresca
  • uso de sprays de água termal
  • aplicação de loções calmantes e creme hidratante
  • corte das unhas para impedir que se façam feridas ao coçar e, desta forma, prevenir a infeção secundária

Em que altura do ano há maior risco de ter esta reação alérgica?

O estrófulo ocorre essencialmente durante a primavera e o verão uma vez que são as épocas do ano em que existem mais insetos no meio ambiente.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é clínico e baseia-se na história clínica e na observação física do doente. Não está indicada a realização de análises ao sangue ou outros exames, embora possam ser feitos estudos de sensibilidade a determinados insetos/mosquitos.

Como posso prevenir o aparecimento do estrófulo?

A principal medida para prevenir esta reação é a diminuição da exposição aos agentes causadores. Há determinadas ações que podem prevenir a picada de insetos e, consequentemente, a reação alérgica que induz o estrófulo:

  • diminuir a exposição aos ácaros
    • limpeza/aspiração/lavagem de estofos, colchões, tapetes, cobertores, peluches, entre outros
  • fazer a desinfestação dos animais domésticos com regularidade aplicar repelentes na pele, na roupa ou no ar em ambientes com insetos (melgas e mosquitos)
  • desinfestar a casa no caso de presença de percevejos, em soalhos de madeira, paredes forradas com papel ou colchões principalmente em casas mais antigas

Qual o tratamento indicado para o estrófulo?

Podem ser utilizados medicamentos do grupo dos anti-histamínicos orais e aplicar creme anti-inflamatório ou um corticoide de baixa ou moderada potência, sempre de acordo com indicação médica.

A aplicação de anti-histamínico na pele (tópico) não está recomendada.

Guardar:
Esta informação foi útil?
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Assuntos relacionados