Testes COVID-19

( Atualizado a 25/05/2022 )

5 minutos de leitura

Quais os testes disponíveis em Portugal?

Os testes disponíveis, atualmente, em Portugal são:

  • Testes Moleculares de Amplificação de Ácidos Nucleicos (TAAN): são o método de referência para o diagnóstico e rastreio e confirmam a presença do vírus SARS-CoV-2 responsável pela doença COVID-19. São testes feitos com amostras recolhidas, através de zaragatoa, da região do nariz e/ou da garganta. Os seus resultados devem ser conhecidos no prazo máximo de 24 horas após a prescrição
  • Testes Rápidos de Antigénio (TRAg): são testes de proximidade cujos resultados são conhecidos após 15 a 30 minutos da realização
  • Autotestes: são testes rápidos de antigénio de baixa complexidade de serem feitos, e que permitem a sua utilização por pessoas que não profissionais de saúde ou outros profissionais habilitados
  • Testes serológicos: são os que avaliam se a pessoa tem anticorpos específicos para a COVID-19. Estes não são utilizados para o diagnóstico da COVID-19

Qual é o teste habitualmente usado para o diagnóstico da COVID-19?

O teste de referência para o diagnóstico da COVID-19 é o Teste Molecular de Amplificação de Ácidos Nucleicos (TAAN).

Em situação de surto devem ser, preferencialmente, realizados os testes rápidos para reduzir o tempo de obtenção de resultados e implementar as medidas necessárias.

Os testes rápidos são comparticipados?

Sim. A portaria de 23 de maio estabelece o regime excecional e temporário da comparticipação dos Testes Rápidos de Antigénio (TRAg) de uso profissional. Ou seja, os testes rápidos de antigénio de uso profissional voltam a ser gratuitos nas farmácias mediante prescrição médica do profissional de saúde ou do SNS 24. Esta medida que entra em vigor no dia 24 de maio, e irá prolongar-se, para já, até ao dia 30 de junho. Os locais aderentes podem ser consultados no portar do INFARMED.

Quais são os critérios para a definição de caso suspeito de COVID-19?

São consideradas suspeitas de infeção por SARS-CoV-2 as pessoas que apresentem, independentemente do estado vacinal contra a COVID-19:

  • quadro de infeção respiratória aguda com, pelo menos, um dos seguintes sintomas:
    • tosse de novo, ou com agravamento do padrão habitual
    • febre (temperatura ≥ 38,0ºC) sem outra causa atribuível
    • dispneia / dificuldade respiratória, sem outra causa atribuível

e/ou

  • perda total ou parcial do olfato (anosmia) de início súbito
  • enfraquecimento do paladar (ageusia) e perturbação ou diminuição do paladar (disgeusia) de início súbito

As pessoas com sintomas e com suspeita de infeção por SARS-CoV-2 devem realizar teste à COVID-19.

Onde é feito o teste da COVID-19?

O teste laboratorial pode ser realizado nos seguintes locais:

Quais são os laboratórios onde posso fazer o teste?

Para além dos hospitais que fazem testes às pessoas com indicação para avaliação clínica hospitalar, os postos de colheita disponíveis na comunidade para a realização de testes da COVID-19 podem ser consultados na lista de laboratórios. Esta lista pode sofrer atualizações frequentes.

Quais os critérios clínicos atuais para realizar teste à COVID-19?

As pessoas que tiveram um contacto com um caso confirmado devem realizar, preferencialmente, um teste rápido de antigénio de uso profissional (TRAg) para a COVID-19. Segundo a norma da Direção-Geral da Saúde:

  • primeiro teste: o mais precocemente possível após a data da última exposição ao caso confirmado
    segundo teste: após um primeiro teste negativo ou na ausência de um primeiro teste, entre o 3.º e 5.º dia após a data da última exposição ao caso confirmado

Os testes não devem ser realizados em pessoas com história de COVID-19, confirmada laboratorialmente, nos últimos 180 dias, exceto quando apresentem sintomas sugestivos de COVID-19.

Recebi indicação para fazer o teste. O que tenho de fazer?

O doente ou seu representante, após receber a requisição do teste da COVID-19 deve:

  • contactar telefonicamente o laboratório onde pretende realizar o teste da COVID-19
  • agendar telefonicamente a realização do teste

A colheita das amostras deve ser realizada no domicílio ou em pontos de colheita destinados ao efeito conforme a lista de laboratórios.

O que acontece depois de receber o resultado?

As pessoas sintomáticas com suspeita de infeção por SARS-CoV-2, após a realização do teste laboratorial para a COVID-19 devem::

  • perante um resultado negativo, num TAAN ou TRAg de uso profissional: não ficam em isolamento
  • perante um resultado positivo, num TAAN ou TRAg de uso profissional: é confirmado o diagnóstico de COVID-19, aplicando-se o plano de cuidados adequado conforme a norma da Direção-Geral da Saúde

Aguardo o resultado do teste COVID-19 há vários dias. O que devo fazer?

De uma forma geral o resultado deve ser disponibilizado, até às 24 horas desde a requisição do teste laboratorial. Se nesse espaço de tempo não recebeu o resultado deverá contactar o laboratório.

O que devo fazer depois de receber o resultado positivo do teste?

Após a realização do teste laboratorial para a COVID-19:

  • as pessoas com resultado positivo  devem autoisolar-se e:
    • com teste molecular (TAAN) ou com teste rápido de antigénio (TRAg), aguardam a receção de uma SMS até 24-48 horas após a realização do teste laboratorial, através da qual recebem:
      • Formulário de Apoio ao Inquérito Epidemiológico
      • informação relativa à Declaração de Isolamento
    • com autotestes: caso não seja possível a realização de um TRAg ou TAAN no prazo de 24 horas devem contactar o SNS24, através do qual recebem:
      • requisição para realização de TAAN ou TRAg (confirmatório)
      • informação relativa à Declaração de Isolamento

Tenho teste positivo à COVID-19, mas não tenho sintomas. O que acontece agora?

Mesmo não tendo sintomas, um caso positivo de COVID-19 é considerado doente com indicação para autocuidados. Ou seja, o doente deve:

  • permanecer em autocuidados e isolamento no domicílio cumprindo todas as recomendações de isolamento (interrompendo o autoisolamento para a realização de teste laboratorial, quando indicado)
  • manter-se contactável para que a equipa da sua unidade de saúde (centro de saúde) faça o acompanhamento telefónico e a respetiva avaliação clínica
  • manter-se contactável para que o delegado de saúde local (autoridade de saúde) ou outro profissional de saúde da Unidade de Saúde Pública (USP), consiga fazer a investigação do caso e o rastreio de contactos próximos

Caso desenvolvam sintomas de COVID-19 devem contactar o SNS 24 – 808 24 24 24 – e são encaminhadas de acordo com a gravidade da apresentação clínica e as condições associadas a evolução para COVID-19 grave.

Tenho teste positivo para COVID-19 e ainda não fui contactado por ninguém. O que devo fazer?

Se o doente com teste positivo à COVID-19 não for contactado por um profissional de saúde nos primeiros 3 dias, após receber o resultado do teste, deve ligar para o centro de saúde para que seja seguido pela equipa clínica.

 

Fonte: Direção-Geral da Saúde (DGS)

Ver temas relacionados