Ir para o conteúdo
Logótipo do Serviço Nacional de Saúde 24
|
Otite

O que é uma otite?

A otite é uma inflamação ou uma infeção de causa viral ou bacteriana no ouvido, seja por vírus, fungos ou bactérias, que causa geralmente dor. Trata-se de uma infeção muito comum em bebés e crianças até aos 4 anos.

Existem diferentes tipos de otite?

Sim. Os tipos de otite mais comuns são:

  • otite média: a inflamação ocorre no ouvido médio, por detrás do tímpano, provocada por vírus ou bactérias e é o tipo mais frequente na infância. É um processo recorrente de quadros de constipação ou gripe e da consequente obstrução nasal
  • otite média serosa: ocorre quando se acumula líquido no ouvido médio, por detrás do tímpano. Este tipo de otite pode ser consequência de uma otite média em que persiste líquido, mas já sem os sintomas de infeção aguda. Geralmente não há sintomas, mas a existência deste líquido nos ouvidos interfere com a audição
  • otite externa: ocorre quando há inflamação do canal externo do ouvido e resulta com frequência da entrada de água no ouvido ou de infeções no canal auditivo

A otite pode ainda ser caraterizada por ser:

  • aguda: quando existe um episódio infecioso e os sintomas têm uma duração inferior a 4 semanas
  • crónica: quando a infeção se arrasta no tempo e os sintomas se prolongam por mais de 12 semanas

Quais são as causas mais frequentes da otite?

A grande maioria das otites médias agudas (o tipo de otite mais frequente, principalmente na infância) é de origem viral, e podem iniciar-se por uma constipação ou gripe. No entanto, podem também ser causadas por bactérias, como Streptococcus pneumoniae e Haemophilus influenzae.

Quais são os sintomas da otite?

Os principais sintomas das otites são:

  • dor, normalmente agravada durante a noite
  • ouvido tapado ou pressão no ouvido
  • febre
  • perda auditiva temporária, que surge de forma súbita
  • tonturas e perda de equilíbrio
  • náuseas ou vómitos
  • fadiga

Especificamente em cada tipo de otite podem registar-se os seguintes sinais:

otite média aguda:

  • dor no ouvido
  • febre
  • otorreia – secreções de um ou de ambos os ouvidos
  • diminuição da audição

Para além disso, nos bebés, pode apresentar alguns sinais como chorar mais do que o habitual, esfregar ou puxar as orelhas, sono agitado ou se estiver muito irritável.

otite média serosa: diferencia-se de outros tipos de otite porque apesar da existência de líquido no ouvido que interfere com a audição, é geralmente menos dolorosa ou mesmo indolor. Os sintomas mais comuns são:

  • audição abafada
  • sensação de enchimento no ouvido

otite externa:

  • sensação do canal auditivo entupido devido às secreções
  • dor
  • comichão no ouvido
  • diminuição da audição

Quais os fatores de risco para desenvolver a otite?

Os principais fatores de risco variam com a idade, com o tipo de otite em causa, mas também se relacionam com:

  • infeção respiratória superior como uma constipação, gripe
  • fatores alérgicos
  • particularidades anatómicas
  • imaturidade imunitária

Nas crianças o vírus respiratório sincicial é principal responsável das otites médias agudas.

Quem faz parte dos grupos de risco?

As crianças são normalmente as mais afetadas pelas otites, especialmente em idade pré-escolares, ainda que as otites possam ser frequentes até aos 12 anos. A otite média aguda é mais comum em crianças dos 6 aos 24 meses, já a otite média serosa é comum, especialmente, até aos 4 anos.

A principal razão deve-se a questões de natureza anatómica. Ou seja, nas crianças, a tuba auditiva, o canal que liga as fossas nasais ao ouvido, é mais estreito e curto e está numa posição mais horizontal. Nestas circunstâncias, os vírus e bactérias têm a sua passagem facilitada para o ouvido médio, onde acabam por se acumular, promovendo o desenvolvimento da infeção.

Associado à questão anatómica, há também o pouco amadurecimento do sistema imunitário.

A otite pode deixar sequelas?

As otites podem ser dolorosas e incapacitantes, mas apresentam poucas complicações a longo prazo se tratadas adequadamente. Excecionalmente uma otite média aguda pode deixar sequelas, como:

  • perda de audição
  • tímpano perfurado

A otite média aguda é contagiosa?

A otite média aguda quando associada a infeção viral das vias aéreas é contagiosa. Ou seja, a infeção é transmissível de pessoa-a-pessoa. Nestes casos, deve abster-se de contactar com outras pessoas, manter hábitos de higiene e etiqueta respiratória e as crianças não devem frequentar a escola pois podem contagiar outras crianças.

Como posso prevenir a inflamação do ouvido?

Alguns hábitos e comportamentos podem ajudar a prevenir a inflamação do ouvido, tais como:

  • manter as vacinas recomendadas em dia
  • evitar espaços com fumo, poluição ou fatores alérgenos
  • lavar as mais com frequência para diminuir a propagação de bactérias
  • evite temperaturas e humidade excessivamente altas durante o banho
  • seque bem as orelhas e os ouvidos depois de tomar banho ou nadar e
  • proteja os ouvidos em épocas de frio
  • nas crianças:
    • limpe as secreções nasais
    • amamente sempre que possível: o aleitamento materno diminui o risco de infeções do ouvido, nomeadamente por aumento da imunidade
    • evite o uso de chucha
    • fazer a toma do biberão em posição semi-vertical e não deitada

Como é feito o diagnóstico?

A avaliação de sintomas e observação direta do ouvido (com um instrumento de luz – otoscópio) são, geralmente, suficientes para diagnosticar uma otite. Se necessário pode recorrer-se a outros exames de diagnostico, como a audiometria.

Qual é o tratamento da otite?

Habitualmente, o tratamento da otite é feito com medicamentos que se destinam à melhoria dos sintomas da dor e febre.

O tratamento através dos antibióticos é eficaz?

O uso dos antibióticos deve ser avaliado pelo médico porque nem sempre é necessário.

O seu uso depende do risco de infeção grave ou de complicações, podendo estar indicada reavaliação da criança para verificar se é necessário o seu uso. O uso excessivo de antibióticos, em casos desnecessários, favorece o aparecimento de organismos resistentes.

Guardar:
Esta informação foi útil?
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Assuntos relacionados