Ir para o conteúdo
Logótipo do Serviço Nacional de Saúde 24
|
Varíola

O que é a varíola?

A varíola é uma doença infeciosa e contagiosa causada pelo vírus da varíola. Trata se de um Orthopoxvirus que se transmite entre humanos. Ou seja, quando em contacto com o nariz ou boca, o vírus entra no organismo e espalha-se pelo sistema linfático (rede complexa de vasos e pequenas estruturas chamadas de nódulos linfáticos (linfonodos)) e pelo sistema circulatório até chegar à pele, onde ocorrem as feridas e “bolhas” características da doença.

Devo preocupar-me com o risco de infeção de varíola?

A varíola é uma doença considerada erradicada, oficialmente, pela Organização Mundial de Saúde desde 1980. No entanto, pode haver variações do vírus, havendo por isso, preocupações relativamente ao possível uso do vírus em bioterrorismo.

Como se transmite a varíola?

A varíola transmite-se quando existe um contacto com o vírus entre pessoas ou objetos contaminados por gotículas expiradas, de saliva ou de espirro.

Pode ainda contrair-se o vírus se este for inspirado pelas vias aéreas.

Quais são os sintomas da varíola?

Os principais sintomas da varíola são:

  • febre
  • dor de cabeça intensa
  • vómitos
  • machas vermelhas na pele e nas mucosas (boca, nariz…)
  • úlceras/feridas e “bolhas” na pele
  • dor lombar
  • fadiga intensa
  • inflamação da garganta (faringite)

Qual é o período de incubação da varíola?

O tempo de incubação do vírus da varíola pode variar entre 10 e 14 dias (variando de 7 a 19 dias após a exposição).

Qual é o período de transmissão da varíola?

O período de transmissibilidade do vírus é geralmente de 3 semanas, mas pode durar até que todas as crostas caiam.

Quais são os grupos de risco?

A varíola representa um risco maior para os seguintes grupos:

  • mulheres grávidas
  • pessoas imunocomprometidas

Quais são as complicações da varíola?

Ainda que nem sempre ocorram, as complicações mais graves associadas à infeção pelo vírus são:

  • úlceras da córnea (camada transparente na frente da íris e da pupila) que levam a cegueira
  • infeção bacteriana da pele
  • infeção dos pulmões, cérebro e ossos

Em casos mais graves pode mesmo ocorrer a morte, principalmente nos casos com varíola hemorrágica.

Como é feito o diagnóstico da doença?

O diagnóstico da varíola é feito através de:

  • história clínica completa, incluindo história de viagem, história de contacto com indivíduos doentes com alterações na pele
  • pesquisa de sintomas
  • observação das lesões da pele (“bolhas”) no mesmo estado de desenvolvimento
  • realização de exames para deteção do vírus ou DNA da varíola

É possível prevenir a varíola?

A forma mais eficaz de prevenir a varíola é através da vacinação. Uma vez que a varíola foi erradicada a vacinação não existe por rotina, estando apenas a ser feita a grupos de risco, por exemplo, em pessoas que trabalhem com o vírus, em laboratório.

Qual é o tratamento para a varíola?

Após a infeção, o tratamento deve basear-se no isolamento do doente com uso de equipamento de proteção (máscaras respiratórias N95) para evitar o contágio de outras pessoas e na redução dos sintomas. Assim, o tratamento pode envolver:

  • boa hidratação/ingestão de muitos líquidos
  • cuidados da pele, para melhorar o aspeto das “bolhas”
  • observação para tratamento de complicações
  • antivirais antibióticos para tratar infeções secundárias

Há outras doenças que podem ser confundidas com a varíola?

Sim. Há atualmente outras doenças infeciosas sujos sintomas podem ser confundidos com a varíola. É o caso da:

  • varicela
  • herpes zoster e herpes simplex
  • impetigo: infeção superficial da pele causada por Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes ou por ambos
  • eritema multiforme: distúrbio cutâneo inflamatório caracterizado pela presença de placas avermelhadas e salientes na pele
  • infeção por enterovírus, como o síndrome mão-pé-boca
  • molusco contagioso: infeção viral cutânea causada pelo vírus Poxvirus, comum e frequente nas crianças
  • sarna (escabiose)
  • dermatite de contacto
  • infeção por vírus Monkeypox (VMPX)
Guardar:
Esta informação foi útil?
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Assuntos relacionados