Varicela

2 minutos de leitura

O que é?

A varicela é uma das doenças transmissíveis mais comuns na infância, sendo bastante contagiosa. É caracterizada por bolhas ou borbulhas que provocam comichão intensa, podendo afetar toda a pele. É uma doença infecciosa causada pelo vírus varicela zoster, do grupo Herpesvirus.

Quais são os sintomas?

Pode existir:

  • febre ligeira (por vezes grave no adulto)
  • dor de cabeça
  • mal-estar
  • falta de apetite
  • erupção da pele

Surgem pequenas manchas vermelhas (máculas) que evoluem para lesões sólidas da pele, em horas, seguindo-se, durante 3-4 dias, a formação de vesículas (pequenas bolhas) que progridem para a formação de crostas. Estas lesões da pele caracterizam-se também pela comichão que causam.

A erupção da pele inicia-se no tronco, passando para extremidades como couro cabeludo, axilas, boca, face, trato respiratório ou para áreas com irritação cutânea, como é o caso de queimaduras solares e dermites por fraldas.

Como se transmite?

A varicela transmite-se de pessoa para pessoa:

  • por contacto direto, quando alguém toca nas borbulhas ou em objetos contaminados
  • por gotículas de saliva existentes no ar da pessoa com varicela, quando espirra, tosse ou fala

Qual é o período de contágio?

O período de contágio da varicela é de 1 a 2 dias antes do aparecimento das lesões até 6 dias depois.

Qual é o período de incubação?

Até 5 dias, mas geralmente 1-2 dias antes do aparecimento das lesões cutâneas e até as vesículas formarem crostas (5-10 dias).

Existe vacinação?

Sim. No entanto, em Portugal a vacina da varicela não está incluída no Programa Nacional de Vacinação, mas está autorizada pelo Infarmed e disponível para prescrição médica. A vacina da varicela é recomendada em adolescentes e adultos suscetíveis. Os grupos de risco incluem:

  • mulheres não imunes antes da gravidez
  • pais de crianças jovens, não imunizados
  • adultos ou crianças que contactam habitualmente com doentes imunodeprimidos
  • indivíduos não imunes em ocupações de alto risco (trabalhadores de creches e infantários, professores, profissionais de saúde)

 

Fonte: DGS (adaptado)

Ver temas relacionados

Feedback Sim

Feedback Não