Ir para o conteúdo
Logótipo do Serviço Nacional de Saúde 24
|
Enurese

O que é a enurese?

A enurese, na criança, é a perda involuntária de urina, na cama ou na roupa, pelo menos duas vezes por semana durante 3 meses consecutivos, de dia ou de noite, a partir dos 5 anos.

Quais as causas da enurese?

A enurese resulta de diversos fatores:

  • imaturidade do sistema nervoso anatómicos (bexiga mais pequena)
  • fisiológicos (maior produção de urina, sono mais profundo)
  • genéticos (familiares com enurese)
  • psicológicos

É mais frequente nas crianças que apresentam dificuldades no sono e que evidenciam disfunção da bexiga.

Existem diferentes tipos de enurese?

Sim, a enurese pode classificar-se em:

  • primária, quando a criança até aos 5 anos de idade, nunca adquiriu o mecanismo de controlar a urina durante a noite
  • secundária, quando a criança volta a fazer chichi na cama após um período de mais de 6 meses sem o fazer

É normal as crianças fazerem chichi na cama?

Sim, esta situação é bastante comum.

Com que frequência pode ocorrer?

Esta situação pode acontecer:

  • desde sempre: enurese primária
  • pode ter deixado de existir e voltar: enurese secundária
  • pode acontecer pontualmente, por exemplo, associada a problemas e/ou alterações emocionais ou comportamentais

Quais as crianças que são mais afetadas pela enurese?

A enurese acontece a um quinto das crianças de 5 anos (20%), e a frequência diminui cerca de 2% perto dos 12 anos, podendo prolongar-se até à adolescência ou mesmo até à idade adulta.

É um pouco mais frequente nas crianças do sexo masculino do que nas do sexo feminino.

O que pode provocar as perdas involuntária de urina?

Esta situação está fora do controlo da criança. Não é uma questão de birra ou de preguiça, o incidente acontece por haver algum atraso no desenvolvimento dos mecanismos ligados à capacidade de concentrar e reter a urina durante o sono como é o caso de:

  • bexiga mais pequena
  • produção de uma grande quantidade de chichi durante a noite
  • sono mais profundo do que o habitual
  • fatores genéticos

Quais são as consequências da enurese?

Se a situação não for controlada pode desencadear algumas consequências no dia-a-dia da criança, como:

  • perturbação do sono
  • menor qualidade de vida
  • perda de rendimento escolar
  • dificuldades de socialização
  • sentimentos de vergonha e ansiedade
  • baixa autoestima

Quais os problemas de saúde associados ou que podem agravar a enurese?

Existem vários problemas de saúde que podem estar associados ou agravar a enurese, como é o caso:

  • obstipação (prisão de ventre): a retenção das fezes nos intestinos, ao pressionar a bexiga, diminuem a capacidade para conter a urina
  • má qualidade do sono: ressonar ou ter pesadelos
  • distúrbios do neuro desenvolvimento como perturbação de hiperatividade e défice de atenção
  • perdas de urina diurnas ou urgência para urinar

Como é que posso ajudar a criança quando tiver perdas urinárias?

Perante a evidência de uma situação de enurese, os pais devem recorrer ao médico assistente da criança que irá avaliar e acompanhar todo o processo.

No entanto, deve conversar com o seu filho de forma calma e ponderada, sem nunca o repreender ou responsabilizar. O chichi na cama não acontece de forma propositada, mas sim por descontrolo do corpo.

O seu apoio nesta fase é fundamental para que a criança não desenvolva problemas de autoestima, socialização e/ou desempenho escolar.

É possível alterar hábitos para melhorar esta condição?

Sim. Pode optar por alterar pequenos hábitos do seu filho:

  • evitar dar-lhe bebidas com cafeína a partir do meio da tarde (exemplo: coca-cola, ice tea, chocolate, entre outros)
  • reduzir a ingestão de líquidos a partir do final da tarde, promovendo uma correta hidratação durante o dia
  • incentivar a que urine antes de ir para a cama
  • estimular o hábito de urinar várias vezes ao longo do dia
  • pedir a ajuda da criança na mudança da roupa de cama
  • felicitar a criança sempre que não fizer chichi na cama
  • fazer um calendário com registo dos dias em que a criança acorda seca e combinar um esquema de recompensas

Em que fase se deve procurar ajuda médica?

No caso da enurese primária, a situação deve ser reportada na consulta de vigilância de saúde infantil a partir dos 5 anos de idade. A situação pode torna-se bastante desconfortável para os pais e para a criança, por levar a:

  • despertares noturnos
  • mudanças de roupa de cama e de pijama
  • sentimentos de vergonha e baixa autoestima

No caso da enurese secundária, ou seja, se o seu filho já conseguia controlar a urina durante a noite e de repente volta a fazer chichi na cama ou a ter perdas de urina durante o dia, esta situação deve ser avaliada com máxima brevidade em consulta médica.

Quais os tipos de tratamentos disponíveis?

Se as medidas do foro comportamental e emocional não forem suficientes, pode ser necessário recorrer a medicação para reduzir a quantidade de urina produzida durante a noite.

Existem dispositivos que são colocados junto à roupa interior da criança e que alarmam quando detetam a urina. A intenção é que a criança esvazie o resto da urina na casa de banho e que consequentemente desenvolva a perceção de que a bexiga está cheia.

Deve seguir as indicações do médico assistente.

Guardar:
Esta informação foi útil?
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Assuntos relacionados