Vírus sincicial respiratório

( Atualizado a 10/02/2022 )

3 minutos de leitura

O que é o vírus sincicial respiratório?

O vírus sincicial respiratório (VSR) é, como o próprio nome indica, um vírus. Pode provocar doença respiratória em pessoas de todas as idades, mas, geralmente, todas as crianças até aos 2 anos são infetadas por este vírus, podendo ocorrer reinfeção em qualquer idade. Este vírus é a causa mais comum de doença das vias respiratórias inferiores até aos 5 anos de idade.

Quais os sintomas que este vírus provoca?

Os sintomas e gravidade podem variar com vários fatores como, a idade ou o estado saúde da criança/pessoa.
Os mais frequentes são:

  • tosse
  • secreções nasais
  • secreções oculares
  • tosse
  • febre
  • dificuldade em respirar
  • respiração semelhante a assobio

Habitualmente, os sintomas diminuem de gravidade após a terceira infeção por este vírus.

Quais as principais consequências deste vírus?

Os diagnósticos associados ao vírus sincicial respiratório são mais comumente:

  • bronquiolite
  • traqueobronquite (inflamação na traqueia e nos brônquios)
  • pneumonia viral
  • conjuntivite
  • otite média aguda

Quem é mais afetado por este vírus?

Os grupos mais vulneráveis são:

  • recém-nascidos e lactentes (<6 meses de idade)
  • bebés prematuros
  • crianças com doenças cardíacas, pulmonares ou neuromusculares congénitas
  • crianças imunocomprometidas
  • idosos

Como é feito o diagnóstico deste vírus?

Na maior parte das situações não é necessária a identificação laboratorial deste vírus, porque não vai alterar a terapêutica instituída. O diagnóstico é feito através da colheita de secreções respiratórias como as secreções do nariz ou dos brônquios.

Em que altura do ano é mais frequente a infeção por este vírus sincicial respiratório?

Em Portugal os surtos por vírus sincicial respiratório ocorrem tipicamente em outubro/novembro e abril/maio.

As medidas impostas durante a pandemia de COVID19: uso de máscara, distanciamento social, encerramento de creches/escolas contribuiu para a diminuição transmissão nesse período, assistindo-se agora a um retorno da transmissão fora dos períodos habituais.

Como se transmite este vírus?

O vírus sincicial respiratório transmite-se através da introdução do vírus através do nariz, olhos ou boca depois do contacto com secreções ou objetos que contêm os vírus.

O vírus sincicial respiratório é contagioso?

Sim. O vírus sincicial respiratório é muito contagioso. Pode sobreviver várias horas nas mãos ou objetos contaminados. É muito comum a transmissão entre irmãos.

Qual é o período de incubação deste vírus?

Geralmente o período de incubação varia entre 2 e 8 dias.

Como posso prevenir as infeções por vírus sincicial respiratório?

A prevenção da transmissão de infeções é semelhante a outros vírus:

  • lavagem das mãos
  • etiqueta respiratória:
    • cobrir boca/nariz com um lenço ou braço quando se espirra ou tosse
    • não espirrar/tossir para as mãos
    • lavar as mãos após tossir/espirrar
  • evitar exposição ao tabaco ou outros fumos

Existe vacina para o vírus sincicial respiratório?

De momento não há nenhuma vacina comercializada.

É possível prevenir o vírus sincicial respiratório?

Existe um medicamento anticorpo monoclonal que é usado na prevenção de doença provocada por vírus sincicial respiratório em bebés muito prematuros (nascidos com idade gestacional inferior a 28-32 semanas) ou com doenças crónicas. A decisão de administração é feita caso-a-caso na consulta de especialidade.

Fonte: Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS)

Ver temas relacionados