Ir para o conteúdo
Logótipo do Serviço Nacional de Saúde 24
|
Bronquiolite

O que é a bronquiolite?

A bronquiolite é uma infeção viral respiratória aguda das vias aéreas inferiores que dificulta a entrada do ar nos pulmões.

Esta infeção ocorre com mais frequência nos 2 primeiros anos de vida, e atinge as vias respiratórias mais finas (bronquíolos) que podem ficar obstruídas e dificultar a respiração do bebé.

O vírus sincicial respiratório (VSR) é agente responsável por mais de 75% dos casos e verifica-se uma incidência maior nos meses de novembro a abril.

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas habituais da bronquiolite são:

  • obstrução nasal
  • corrimento nasal
  • tosse com agravamento progressivo que pode desencadear vómitos
  • febre
  • dificuldade na alimentação e ingestão de líquidos
  • respiração ruidosa e rápida
  • esforço respiratório
  • cansaço

Qual é a causa desta infeção?

A bronquiolite é provocada por vírus que infetam as células dos brônquios mais pequenos, causando inflamação e os sintomas referidos.

Como se transmite?

Da mesma forma que a maioria das infeções virais, a bronquiolite transmite-se através do contacto com secreções respiratórias contaminadas.

Como posso prevenir esta infeção?

A maioria das bronquiolites agudas são leves e não necessitam de tratamento específico. Algumas medidas úteis que podem ser seguidas em casa incluem:

  • lave as mãos com regularidade
  • evite locais com muitas pessoas
  • não fume nem deixe que as pessoas ao seu redor fumem ao pé do seu bebé

A bronquiolite é contagiosa?

Sim, a bronquiolite é muito contagiosa. A transmissão ocorre por contacto direto com secreções nasais infetadas, pela tosse ou pelas mãos contaminadas.

Surge, habitualmente, quando há algum familiar ou pessoa próxima com uma infeção respiratória. As crianças mais velhas e os adultos podem estar infetados com sintomas ligeiros e transmitir a doença de forma subtil.

A reinfeção é possível e, por isso, deve evitar espaços fechados com muitas pessoas.

Qual é o período de evolução da doença?

O período da doença é em média 3 a 7 dias. No entanto, a tosse pode persistir nos dias ou semanas seguintes.

Quais as idades mais suscetíveis de doença grave?

Bebés prematuros ou com idade inferior a 12 semanas ou com outras doenças (doença pulmonar crónica, doença cardíaca, doença neurológica grave ou imunodeficiência) são mais suscetíveis à doença grave e têm, por isso, maior taxa de hospitalização e de necessidade de cuidados intensivos. A exposição ao fumo e ao tabaco também aumenta o risco de infeção e de doença grave.

A bronquiolite pode levar a problemas crónicos?

Depois da doença, o bebé pode ficar com alguma tosse ou pieira, que se pode tornar arrastada e recorrente, sobretudo de cada vez que tiver uma nova infeção respiratória. No entanto, com o passar do tempo, os sintomas vão acabar por desaparecer.

Qual é o tratamento recomendado?

A bronquiolite não tem tratamento específico e os antibióticos não são indicados. No entanto, recomenda-se que tenha os seguintes cuidados com o bebé:

  • fracione a alimentação
  • controle a febre
  • vigie regularmente a respiração
  • mantenha o nariz limpo
  • eleve um pouco a cabeceira da cama
  • aumente o tempo de descanso

Quando é que devo recorrer aos serviços de saúde?

Deve contactar o SNS 24 (808 24 24 24) quando o bebé apresentar os seguintes sintomas:

  • agravamento da dificuldade respiratória, assim como o nível de cansaço e irritação
  • ingerir menos de metade da quantidade de comida habitual em duas ou mais refeições
  • vomitar com regularidade e em grande quantidade
  • recusar alimentos ou líquidos por mais de 4 ou 6 horas
  • urinar pouco e apresentar uma fralda seca por um período superior a 12 horas
Guardar:
Esta informação foi útil?
This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Assuntos relacionados